fbpx
+55 11 971-390-761

Nós somos a média das 5 pessoas com quem mais convivemos

Nós somos a média das 5 pessoas com quem mais convivemos

Nossas avós já diziam, “diga-me com quem andas e te direi quem es”. Nós somos altamente influenciáveis, praticamente todos nós, quase sem exceção. Não importa o quanto tentamos enganar-nos sobre nossa capacidade de tomarmos nossas próprias decisões, seguirmos nossos próprios caminhos e traçarmos nossos próprios destinos. De uma forma ou de outra, as influências estão presentes em nossas vidas, mesmo sem percebermos.

Esta influência vem mais forte e mais profundamente daquelas pessoas com quem mais convivemos. Nas áreas do empreendedorismo, da psicologia e da administração, foi desenvolvido um entendimento pelo brilhante escritor e palestrante americano Jim Rohn – que afirma o seguinte: nós somos a média das cinco pessoas que mais passamos o tempo.

As más companhias são como um mercado de peixe; acabamos por nos acostumar ao mau cheiro (Provérbio Chinês)

O Dr. David McCullen, da universidade de Harvard pesquisou por 25 anos, o motivo pelo qual algumas pessoas obtêm tanto sucesso na vida. Ele descobriu que 99% do nosso sucesso na vida é determinado pelo que ele chamou de grupo de referência. O nosso grupo de referência é formado por aquelas pessoas com quem mais nos relacionamos, no trabalho ou fora dele.

Quando mudamos o nosso grupo de referência, mudamos a nossa visão do mundo e as perspectivas que temos para a nossa vida. Nós absorvemos as atitudes, as crenças, as opiniões, os comportamentos, o estilo de se vestir, o jeito de falar das pessoas com que nos relacionamos na maior parte do tempo. Este efeito está também relacionado com a nossa necessidade de pertencer, este assunto foi abordado em outro artigo, caso você tenha interesse no assunto, segue o link: https://is.gd/PBP2zP.

Se você começar a se relacionar com vencedores na maior parte do tempo, descobrirá que eles têm uma visão de mundo totalmente diferente. Eles são em sua maioria otimistas, animados, focados, eles aprendem sempre, eles evoluem continuamente.

Não vos enganeis. As más companhias corrompem os bons costumes (1Corintios 15,33)

Nossos relacionamentos compõem 85% da nossa felicidade ou infelicidade na vida. Em outras palavras, se você tem relacionamentos ruins, eles vão te afundar mais rápido do que uma âncora.

O mais importante que você pode fazer é escolher seus relacionamentos com cuidado e apenas se relacione com pessoas que te respeitem, te energizem e gostem de ter você por perto.

Se você trabalhar para um chefe ruim, isso destruirá toda a sua alegria no trabalho. Estudos mostraram que uma única pessoa negativa pode acabar com o clima de todo o escritório. A negatividade vai pouco a pouco minando as outras pessoas.

O professor de marketing da universidade de Wharton, Jonah Berger, explica em seu livro “O Poder da Influência: As Forças Invisíveis que Moldam Nosso Comportamento”, como o nosso comportamento é definido pelos outros. Além disto, o autor explica que inconscientemente tentamos ser não muito diferentes e ao mesmo tempo não muito iguais àqueles(as) com quem mais convivemos.

O fato de sermos influenciáveis, em si, não é necessariamente um problema. O ponto é que o seu caminho na direção dos seus objetivos e dos seus sonhos pode ser facilitado ou dificultado pelas atitudes, hábitos, visão de mundo, foco e comportamentos que você adquire em função das pessoas com quem você mais convive.

Seus amigos, familiares e colegas são mais influentes do que você possa imaginar. Com um comentário aqui, outro lá. Com um negativismo aqui, um pessimismo acolá. Com um desencorajamento aqui, um foco no obstáculo lá, sua energia vai sendo sugada ou redirecionada para outro lado que não favorece ou contribui para facilitar a sua caminhada na direção dos seus sonhos.

Caso você se associe a pessoas preguiçosas, tenderá a desenvolver este comportamento. Ao associar-se a pessoas que tem repetidamente pensamentos de pobreza e escassez, você acabará uma pessoa que acredita que o mundo é só injustiça, que não existe esperança, oportunidades, etc. Por outro lado, experimente se associar a pessoas otimistas, bem sucedidas, disciplinadas, organizadas e você vai notar uma diferença extraordinária nos rumos que sua vida vai tomar.

Faz sentido?

Espero que tenham gostado do conteúdo do artigo.

Eu escrevo no LinkedIn sobre negócios, autoconhecimento e Liderança.

Eu sou coautor do livro Liderando Juntos.

Síga-me nas minhas redes sociais: LinkedInInstagramYoutube

Octavio Alves Jr é executivo internacional com larga experiência em vendas, marketing e desenvolvimento de negócios em diversos segmentos de mercado B2B por quase toda a América do Sul. É professor nos cursos de pós-graduação da FGV, palestrante e master practitioner em programação neurolinguística (SBPNL). Ele é alumni do IBGC e da Kellogg School of Management (Chicago), tem cursos executivos no MIT Sloan School of Management (Boston), Insper e Singularity University (Vale do Silício). Além de ter realizado diversos trabalhos de expansão de consciência, xamanismo e mindfullness no Instituto Tadashi KadomotoInstituto Cambará e O&O Academy.

É idealizador do LideraCast, um podcast sobre Liderança e Desenvolvimento Pessoal com mais de 18.000 episódios escutados em 17 países.

Contatos: www.octavioalvesjr.com.br / [email protected]

#octavioalvesjr #lideracast #nadamudasevocenaomudar #influência

Tags: , ,

Conteúdo protegido!
Iniciar a conversa