fbpx
+55 11 971-390-761

O que os Elefantes podem nos ensinar sobre nossas crenças limitantes?

O que os Elefantes podem nos ensinar sobre nossas crenças limitantes?

Os elefantes são animais extraordinários. Eles são enormes, um macho adulto pode chegar a pesar 6.000kg. Porém, são extremamente elegantes e se movimentam com extrema delicadeza. Sua força é descomunal, eles são capazes de levantar 120 homens. Além destes atributos físicos, eles estão entre os animais mais inteligentes sobre a face da terra, junto com o ser humano e os nossos primos, os primatas. Eles têm não somente uma inteligência social muito apurada, mas também tem uma empatia extremamente desenvolvida.

Como um animal tão forte e inteligente pode ser amarrado à uma árvore com um barbante?

Quando criança, o bebê elefante é amarrado com uma corda grossa a uma árvore grande e frondosa. Ele tenta se soltar diversas vezes, faz muita força e persevera, mas ainda não tem a força necessária para se soltar. Ele tenta repetidamente até que desiste.

Desta forma, ele cria dentro da sua cabeça a crença limitante que não é capaz de se soltar da corda. Depois de adulto, ele pode ser amarrado com um barbante, pois ele já se convenceu que não é capaz, não importa nem a força e nem a inteligência que tenha.

Assim como o elefante, o ser humano aprende muito quando criança. A nossa criação, educação, o meio onde fomos criados e a forma como significamos as nossas experiências vão formando no nosso inconsciente o nosso sistema de crenças e valores. Vamos aprendendo com o que experienciamos, vemos, escutamos e vivemos no nosso ambiente.

Você já deve ter escutado que o cérebro de uma criança é como uma esponja que absorve todo o líquido que toca ou que é como um disco rígido virgem de computador, vai gravando tudo que vê, escuta e aprende.

A criança não tem ainda discernimento e compreensão da realidade e muitas vezes significa as suas experiências de forma pouco positiva para a sua vida.

Quando o Joãozinho escuta de algum adulto “você não serve para nada!” ou quando a Mariazinha escuta de outro adulto “você não faz nada certo!” ou “você é desastrada menina!”, as crianças podem acreditar de verdade que não servem para nada e que não fazem nada certo e estas mensagens negativas e pouco encorajadoras vão ficando programadas no inconsciente delas. Note que estes adultos, na maioria das vezes, usaram estas frases no sentido figurado.

Se você tem filhos ou convive com crianças, tome muito cuidado com as palavras que usa para falar com elas, pois elas podem levar ao pé da letra.

Pais e professores mais severos e colegas de escola ou do bairro menos acolhedores, levarão à formação de um sistema de crenças e valores mais limitante. Estas crianças podem tornar-se adultos mais tímidos, inseguros, com falta de amor próprio, carentes e com necessidade da aprovação do outro. Na vida profissional estes podem ter extrema dificuldade para tomar decisões e posicionar-se sobre assuntos espinhosos. Pensamentos do tipo: a vida é difícil, preciso me proteger, tenho que ter cuidado, eu não consigo, não sei se dou conta, podem circular constantemente pela consciência destes indivíduos.

No nosso sistema operacional “padrão” que foi programado no nosso cérebro sem que tenhamos podido avaliá-lo com atenção, cuidado e consciência, podem existir traços que nos limitam, que nos impedem de aproveitar tudo o que a vida tem de bom para nos oferecer, que nos impedem de fazer aquilo que realmente queremos do fundo do coração.

Nós não podemos voltar no tempo e escrever um novo começo, mas todos nós podemos agora começar a escrever um novo final.

Quando nos mantemos na vida adulta vivendo com a programação padrão que “recebemos” quando crianças, nos mantemos na nossa zona de conforto. É como se vivêssemos com o freio de mão puxado, carregando uma mala de pedras pela vida a fora.

A boa notícia é que nós somos capazes de mudar a nossa programação padrão. Nós podemos identificar os comportamentos, hábitos e crenças que não estão favorecendo a nossa caminhada na direção dos nossos sonhos e mudá-los.

Se você muda a sua forma de ver as coisas, as coisas que você vê mudam. Quando a sua consciência muda, tudo muda.

Como o ambiente em que vivemos muda aceleradamente, para desfrutarmos de tudo o que esta vida pode nos oferecer, precisamos estar sempre atentos e dispostos a atualizar o nosso sistema operacional quantas vezes forem necessárias, assim como faz a Apple, o Google ou a Microsoft, desta forma estaremos sempre no nosso melhor para enfrentar os desafios, prazeres e adversidades.

Desejo a você muito sucesso na sua jornada!!

Octavio Alves Jr é executivo internacional com larga experiência em vendas, marketing e desenvolvimento de negócios em diversos segmentos de mercado B2B por quase toda a América do Sul. Ele é mestre em engenharia pela USP e professor nos cursos de pós-graduação da FGV, palestrante e master practitioner em programação neurolinguística (SBPNL). Ele é alumni do IBGC e da Kellogg School of Management (Chicago), tem cursos executivos no MIT Sloan School of Management (Boston), Insper e Singularity University (Vale do Silício). Além de ter realizado diversos trabalhos de expansão de consciência, xamanismo e mindfullness no Instituto Tadashi Kadomoto, Instituto Cambará e O&O Academy.

É idealizador do LideraCast, um podcast sobre Liderança e Desenvolvimento Pessoal com mais de 10.000 episódios escutados em 17 países.

www.octavioalvesjr.com.br | [email protected] | WhatsApp: (011) 971-390-761 | @OctavioAlvesJr no Youtube e Instagram |

#octavioalvesjr #lideracast #nadamudasevocenaomudar

Conteúdo protegido!
Iniciar a conversa