fbpx
+55 11 971-390-761

O Século XXI e o Lado Direito do Cérebro

O Século XXI e o Lado Direito do Cérebro

Nosso cérebro é uma máquina eletroquímica fascinante que opera com corrente elétrica e com enzimas, chamadas neurotransmissores. Ele demanda grande quantidade de energia para trabalhar, embora ele tenha apenas 1/50 da massa do nosso corpo, consume 1/5 da energia. Os avanços da tecnologia têm permitido que cientistas possam a cada momento desvendar mais dos seus inúmeros segredos.

Com o nosso desenvolvimento, o volume do nosso cérebro aumentou consideravelmente, 2 milhões de anos atrás o cérebro do homo habilis tinha cerca d e 600cm3, o homo sapiens, que viveu a 150.000 anos atrás tinha um volume cerebral de 1.400cm3.

O cérebro da mulher é menor do que o do homem, porém tem mais ligações neurais, especialmente no Corpus Callosum, que faz ligação entre os dois hemisférios, onde elas têm 4x mais conexões que nós. 

Vista de topo do nosso cérebro.

Aquele mito de que nós usamos apenas 10% da nossa capacidade cerebral também já veio por água abaixo. Exames de imagem demonstraram que há poucas partes do cérebro que não podem ser ativadas por alguma atividade intelectual ou motora.         

No passado acreditava-se que certas tarefas usavam certas áreas do cérebro, hoje sabe-se que utilizamos diversas partes do cérebro, localizadas nos dois hemisférios, “a todo momento”. Exames de ressonância magnética mostram que a criatividade está associada a 40 áreas diferentes no nosso cérebro.

O hemisfério esquerdo é responsável pela interpretação “lógica” das situações. Analisa dados e busca razões que justifiquem os acontecimentos. Identifica explicações precisas e objetivas para os questionamentos. Processa a lógica, análise, linguagem, planejamento e aspectos temporais.

Já o hemisfério direito é responsável pela interpretação “emocional” das situações. Este hemisfério está associado à criatividade e a intuição. A visão holística dos fatos e o predomínio das sensações sobre a racionalidade são aspectos evidentes que alimentam a imaginação e consideram a subjetividade como fator decisivo para o entendimento da realidade. Este hemisfério processa as cores, figuras, imaginação, criatividade, tomada de risco, noção espacial e conceitos abstratos como fé, política ou justiça.

Além disto, o hemisfério esquerdo controla o lado direito do corpo, enquanto o hemisfério direito controla o lado esquerdo do corpo, desta forma nós conseguimos pensar e nos movimentar ao mesmo tempo.

Existem dois fatores que determinam a nossa pré-disposição para usarmos mais determinado hemisfério. Um deles é a genética, que herdamos de nossos pais e tem a ver com a sequência do nosso DNA. O segundo fator é a pressão social, durante o século XX existia uma crença que os filhos deveriam ter “bons empregos” para a vida toda, e em paralelo, o mercado de trabalho demandava profissionais com determinadas características mais associados à consistência e previsibilidade do que a intuição e a criatividade. Isto levou à predominância do uso do lado esquerdo.

A dinâmica muito mais estável do mundo dos negócios no século XX, retroalimentou este processo, favorecendo por muitos anos as pessoas que tinham mais aptidões e habilidades associadas ao lado esquerdo do cérebro.

As coisas começaram a mudar rapidamente na virada para o século XXI, a tecnologia trouxe a possibilidade de podermos comprar qualquer coisa, a qualquer momento e de qualquer lugar. Permitindo uma competição mais agressiva vinda de diversas direções. Ao mesmo tempo, houve um tremendo empoderamento dos consumidores que passaram a considerar outros aspectos, além do financeiro, nas suas decisões de compra, tornando mais desafiadora a luta por sua atenção e por suas carteiras, digitais ou não.

Esta mudança importante nos ambientes de negócios, levou empresas de todos os portes a precisarem se reinventar e se diversificar na busca por entender e encantar uma clientela exigente e consciente.

Tudo isto junto, batido e misturado fortalece aqueles(as) que conseguem construir relações de empatia e confiança com clientes e colaboradores. É a vingança do lado direito do cérebro!! Hoje a criatividade e a intuição são as donas do pedaço, sendo demandadas até para contadores, engenheiros e analistas financeiros.

Sugestão de leitura:

A Whole New Mind – Why right-brainers will rule the future – Daniel H. Pink

Quer saber mais sobre como potencializar a sua criatividade? Acesse: https://is.gd/SyO2C5

Octavio Alves Jr é executivo internacional com larga experiência em vendas, marketing e desenvolvimento de negócios em diversos segmentos de mercado B2B por quase toda a América do Sul. É professor nos cursos de pós-graduação da FGV, palestrante e master practitioner em programação neurolinguística (SBPNL). Ele é alumni do IBGC e da Kellogg School of Management (Chicago), tem cursos executivos no MIT Sloan School of Management (Boston), Insper e Singularity University (Vale do Silício). Além de ter realizado diversos trabalhos de expansão de consciência, xamanismo e mindfullness no Instituto Tadashi Kadomoto, Instituto Cambará e O&O Academy.

É idealizador do LideraCast, um podcast sobre Liderança e Desenvolvimento Pessoal com mais de 13.800 episódios escutados em 17 países.

Contatos: www.octavioalvesjr.com.br / [email protected] / WhatsApp: (011) 994-349-335 / @OctavioAlvesJr: Instagram, LinkedIn, Youtube

#octavioalvesjr #lideracast #nadamudasevocenaomudar

Tags: , , , , , , , ,

Conteúdo protegido!
Iniciar a conversa